CEPEMA - CENTRAL DE EXECUÇÕES DE PENAS E MEDIDAS ALTERNATIVAS

Para o Poder Judiciário:
Diminuem a quantidade de processos que normalmente o sobrecarregam;
O gasto com a aplicação das medidas e penas alternativas é menor;
Reduz as chances de reincidência, se comparada com a pena de prisão;
Evita a sensação de impunidade para delitos de pequeno e médio potencial ofensivo, desde que fiscalizada e executada com eficiência;
Desenvolve o seu papel de agente social;
Impede o contato com criminosos de alta periculosidade.

Para a Instituição:
Torna-se parceria do Poder Judiciário;
Recebe colaboradores, sem ônus trabalhistas;
Recebe recursos financeiros e alimentícios para auxiliar na manutenção das atividades;

Importante ação de responsabilidade social
Para o cumpridor:
Possibilidade de inclusão e promoção social;
Resgate da cidadania;
Permanência no convívio familiar e comunitário durante o processo de cumprimento da pena, dando continuidade à vida pessoal e profissional;
Contribuição para redução do índice populacional do sistema carcerários e gastos públicos;
Fortalecimento dos vínculos comunitários, através de relações de amizade;
Possibilidade de ingresso em atividade produtiva ou aprendizado de uma atividade profissional.

Papel da área técnica no processo de cumprimento das penas e medidas alternativas:
Acompanhamento dos apenados com metodologia de individualização da pena.
São mensalmente, orientados, visitados, entrevistados e avaliados para acompanhamento do processo de cumprimento da pena.