Mais de 60 ações de conscientização, entre palestras e rodas de conversa em unidade de ensino e de saúde, além de 51 audiências de instrução e julgamento de processos de violência doméstica e familiar contra a mulher estão movimentando Gurupi durante a Semana pela Paz em Casa, que começou segunda-feira (15/8) e se estende até esta sexta.      

A programação educativa é promovida pela Vara de Violência Doméstica da comarca, com o apoio do Grupo Gestor das Equipes Multidisciplinares (GGEM) e da Coordenação de Violência Doméstica do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), e tem o objetivo de conscientizar crianças e adolescentes, bem como a sociedade em geral, sobre a gravidade da violência doméstica.

Paralelo às ações de conscientizações, estão sendo realizadas, desde segunda-feira, o mutirão de audiências de instrução e julgamentos dos caos de violência doméstica, sob o comando do juiz Jossanner Nery Nogueira Luna,  da Vara de Violência Doméstica.

Justiça pela Paz em Casa

Promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em parceria com os Tribunais de Justiça estaduais, o Programa Justiça pela Paz em Casa visa ampliar a efetividade da Lei Maria da Penha (Lei n. 11.340/2006), concentrando esforços para agilizar o andamento dos processos relacionados à violência de gênero.

O programa existe desde março de 2015, e também promove ações interdisciplinares organizadas que objetivam dar visibilidade ao assunto e sensibilizar a sociedade para a realidade violenta que as mulheres brasileiras enfrentam.

Comunicação TJTO