Em plenária do II Encontro Nacional do Conselho de Presidentes de Tribunais de Justiça (Consepre), na tarde desta quarta-feira (15\6), em Aracaju (SE), o presidente do TJTO, desembargador João Rigo Guimarães, participou de discussões de pautas nacionais e regionais de interesse de magistrados, do sistema de Justiça e dos jurisdicionados do país.

A agenda encerrou o segundo dia do Consepre, na capital sergipana, iniciado com painéis sobre inovações no Judiciário.  O evento termina no final da manhã dessa quinta-feira (16\6).

No encontro desta tarde, os presidentes de tribunais deliberaram sobre pautas específicas do segmento. Entre os temas abordados, a criação de uma comissão encarregada de discutir assuntos administrativos, fóruns técnicos administrativos, um banco de dados sobre boas práticas jurídicas, a concessão de medalha de reconhecimento pelo Consepre a autoridades que contribuíram com o Judiciário e a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 63\2013, que institui a parcela indenizatória de valorização por tempo na magistratura e Ministério Público.

Oportunidade importante

O presidente do TJTO, desembargador João Rigo Guimarães, classificou as discussões do Consepre como oportunidade importante de aperfeiçoar o sistema do Judiciário brasileiro, com foco nas realidades locais, em benefício do jurisdicionado. “Aqui discutimos tanto problemas locais como nacionais que afetam a todos. Já ao debater temas locais, pontuais para cada tribunal, podemos obter informações sobre as mesmas dificuldades que eventualmente foram saneadas em outros Estados. A troca de informações, neste sentido, é útil para o sistema num todo”, destacou, no encerramento da agenda do dia.

O magistrado voltou a ressaltar que a questão tecnológica, tema central do evento nesta quarta-feira, como fundamental. “Não medimos esforços para investir em melhoria tecnológica para atender aos que buscam o Judiciário. É um investimento enorme, mas fundamental e necessário. Precisamos acompanhar a evolução tecnológica para prestar o melhor serviço aos cidadãos”, finalizou.

Texto: Cristiano Machado

Fotos: Rondinelli Ribeiro

Comunicação TJTO