O Cejusc Itinerante da cidade de Santa Fé do Araguaia (TO), sob a coordenação do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da Comarca de Araguaína, iniciou, na sexta-feira (18/3), no anexo da Prefeitura Municipal, os atendimentos pré-processuais às pessoas da comunidade. A demanda de atendimentos tratou de casos de família (pensão alimentícia, DNA, divórcio, investigação de paternidade), cobrança de dívidas, entre outros.

O projeto tem o objetivo de levar a atuação do Cejusc para as municipalidades próximas, entregando para população um serviço gratuito, por meio de procedimento pré-processual a fim de promover a prevenção, o tratamento e a resolução amigável de conflitos por meio dos diversos projetos que são desenvolvidos pelo centro.

Durante o dia, mais de 20 pessoas foram atendidas, registrados oito atendimentos pré-processuais e ainda foi possível realizar uma audiência de mediação onde as partes encontravam-se presentes, obtendo um resultado exitoso.

O Cejusc Itinerante atenderá em Santa Fé do Araguaia sempre às sextas-feiras e, em caso de dúvidas, o Cejusc da Comarca de Araguaína está disponível para mais esclarecimentos.

Justiça Restaurativa

Também em Santa Fé do Araguaia, no mesmo dia, foram realizados atendimentos pré-processuais, por meio da Justiça Restaurativa, em duas escolas: na Escola Municipal Eurípio Pereira Lopes, onde foram feitos procedimentos do Círculo de Construção de Paz com 70 alunos, do 1º ao 4º ano; e na Escola Estadual Castro Alves, onde foram atendidos 93 estudantes. Foram oito turmas e um total de 163 atendimentos conduzidos pelas facilitadoras do Justiça Restaurativa Francinete Noleto Pinto e Eliene Diniz.

O projeto

O Cejusc Itinerante facilita o acesso ao Judiciário, principalmente ao cidadão de baixa renda, além de ampliar o atendimento pré-processual, a realização de audiências de conciliação e mediação processual e pré-processual, para proporcionar maior celeridade na tramitação dos feitos e prevenir possíveis acidentes com deslocamentos constantes nos trechos rodoviários.

Comunicação TJTO