Com a palestra “Direito à informação versus Direito à privacidade”, que será ministrada pelo consagrado jornalista e articulista Carlos Alberto Di Franco, o Poder Judiciário do Tocantins, através do Centro de Comunicação Social (Cecom-TJTO), e a Escola Superior da Magistratura Tocantinense (Esmat) iniciam na tarde desta terça-feira (9/11), a Pós-Graduação Lato Sensu em Comunicação Jurídica Estratégica na Era Digital.

A aula magna será transmitida de forma virtual, com a participação do presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), desembargador João Rigo Guimarães; do diretor-geral da Esmat, desembargador Marco Villas Boas; da corregedora-geral de Justiça, desembargadora Etelvina Maria Sampaio Felipe; do diretor de Comunicação do TJTO, Tião Pinheiro; da presidente do Sindicato dos Jornalistas do Estado do Tocantins (Sindjor), Alessandra Bacelar; e da coordenadora do curso da pós-graduação, professora doutora Valdirene Cássia da Silva.

"Estamos felizes e empolgados com o início da pós-graduação voltada aos comunicadores do nosso estado, que irá trabalhar a atividade jurídica dentro da era digital, um tempo em que tudo se espalha de forma rápida e os filtros, muitas vezes, não são levados em consideração. Com essa e outras atividades desenvolvidas através da Esmat, via Cecom-TJTO, o Poder Judiciário tocantinense aprofunda o entendimento na área jurídica dos profissionais de comunicação, por exemplo, o que vai refletir em esclarecimentos para toda sociedade”, destaca o presidente do TJTO.

Perfil do palestrante

Bacharel em Direito, Carlos Alberto Di Franco é especialista em Jornalismo Brasileiro e Comparado. Doutor em Comunicação pela Universidade de Navarra. Diretor do programa Estratégias Digitais para Empresas de Mídia (ISE). Professor convidado da Facultà di Comunicazione Sociale Istituzionale (Roma). Professor do Curso de Jornalismo Aplicado do Grupo Estado. Diretor da “Di Franco, Consultoria em Estratégia de Mídia”. Consultor de Empresas Informativas. Consultor do Grupo O Estado de S. Paulo. Presidente do Conselho diretor do CEU- ISE Business School. Membro do Conselho Consultivo do Grupo Rede Amazônica de Televisão. Membro do Conselho do Grupo AJ Vierci (jornal Ultima Hora, Telefuturo), Paraguai. Membro do Conselho da Fundação São Paulo. Colunista do jornal O Estado de S.Paulo e de diversos jornais brasileiros. Membro do Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária (CONAR). Membro do Comitê Editorial da Associação Nacional de Jornais (ANJ). Membro do Conselho Editorial da Revista Comunicación y Sociedad (Pamplona, Espanha). Membro da Academia Cristã de Letras. Autor de “Jornalismo, Ética e Qualidade” (Editora Vozes, São Paulo), “La Noticia Sembrada” (Editora Istmo, México), “Jornalismo como Poligrafia” (Porto, Portugal), “O Futuro da Informação na América Latina” (Buenos Aires). Coautor de “O papel da polícia na sociedade democrática” (Ed. Mageart. São Paulo). Coordenador do livro “Agenda Brasil – Perspectivas para a próxima década” (Ed. Manole, São Paulo). Coautor do Tratado de Direito Constitucional (ED. Saraiva, São Paulo).

Vagas

Ao todo, foram ofertadas 50 vagas na pós-graduação para servidores e servidoras do Poder Judiciário tocantinense e servidores e servidoras de órgãos parceiros da Esmat (Procuradoria Geral do Estado, Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas do Estado, Defensoria Pública, Tribunal Regional Eleitoral, Justiça Federal, Ordem dos Advogados do Brasil/Seccional Tocantins, Universidade do Estado do Tocantins e Universidade Federal do Tocantins, Poder Executivo Estadual – Governo do Estado do Tocantins – Palácio Araguaia – e Poder Executivo Municipal – Prefeitura de Palmas), com graduação em comunicação social e suas habilitações e atuação em comunicação social e suas habilitações; e jornalistas com graduação em comunicação social, em atuação, e vinculados aos veículos de imprensa do Estado do Tocantins e Sindicato dos Jornalistas.

Sobre o curso

As disciplinas serão compostas por atividades à distância, desenvolvidas no Ambiente Virtual de Aprendizagem, com um percentual de até 20% da disciplina e atividades presenciais com um percentual de 80%, ambas as atividades obrigatórias. As aulas serão ministradas em dois dias da semana. Na terça-feira o horário é das 9 às 11h30 e na sexta-feira das 14 às 16h30. O curso segue até o dia 21 de fevereiro de 2023.

De acordo com o conteúdo programático estão previstas as disciplinas Métodos de Ensino e Pesquisa; Produção de Portfólio Digital; Comunicação e Convergência Digital; Comunicação como Fator Estratégico no Judiciário; Comunicação Integrada no Processo de Construção da Imagem do Sistema Judiciário; Gestão de Riscos e Gerenciamento de Crises nas Mídias Digitais; Planejamento Estratégico para Mídias Digitais Corporativas; Empreendedorismo, inovação e gestão de projetos ágeis em Comunicação Corporativa; Endomarketing, entre outros.

Texto: Samir Leão / Foto: Divulgação

Comunicação TJTO