No Dia Mundial do Coração, celebrado em 29 de setembro, servidores do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins (TJTO) tiveram orientações específicas sobre cuidados com a saúde e de como proceder em caso de episódio de parada cardíaca.

Os trabalhos durante o evento foram conduzidos pela coordenadora do Espaço Saúde do TJTO, a médica Elaine Ferreira, no evento “Você pode salvar uma vida: Como agir diante de uma parada cardíaca”. Ela reforçou o alerta para que os servidores tenham hábitos saudáveis para prevenir doenças, principalmente do coração. “Para prevenir doenças ligadas ao coração são necessários bons hábitos como alimentação saudável, atividade física no mínimo três vezes por semana por 40 minutos e fazer check up regularmente ,momento que nós, médicos, vamos obter informações, buscar fatores de risco e corrigi-los”, declarou.

Segundo a médica, os principais fatores de risco para desencadear doenças relacionadas ao coração são hipertensão, diabetes, colesterol, sedentarismo, obesidade tabagismo , sem contar os fatores de risco genéticos. “São registradas por ano 17,8 milhões de óbitos no mundo de doenças decorrentes de problemas do coração. São 300 mil mortos só no Brasil, ou seja, 800 por dia por doenças relacionadas ao coração.”

Simulação

A chefe do Espaço Saúde fez a demonstração de uma simulação de atendimento em casos de paradas cardíacas, com utilização de Desfibrilador Externo Automático (DEA). “Fiquem atentos à corrente da sobrevivência. Ninguém espera que aconteça, mas caso precisem, é necessário saber como proceder porque isso pode acontecer com um amigo, um familiar na sua casa, no trabalho ou com qualquer pessoa ”, explicou.

Segundo a médica, a cada um minuto sem qualquer atendimento em caso de parada cardíaca se perde 10% de chance de ressuscitar a pessoa. “Ou seja: em dez minutos, as chances são mínimas.” Entre outras orientações demonstradas pela profissional de saúde ao se deparar com alguém vítima de parada cardíaca, estão: verificar responsividade da pessoa. “Verificar se ele responda." Liguem no SAMU, no telefone 192, deixem no viva-voz e sigam as orientações do atendente”, orientou. É preciso, antes de o socorro chegar, que seja priorizada a massagem cardíaca. O uso de máscara é fundamental. Caso a vítima não tenha, a orientação é cobrir a boca dela com um pano devido à Pandemia do Covid 19 e verificar se você está em local seguro, se não corre risco algum”, declarou. Após isto fazer a massagem cardiaca da maneira correta até a chegada do DEA. 



Fotos: Elias de Oliveira

Comunicação TJTO