Iniciativa que tem como, entre outros objetivos, desenvolver práticas de respeito ao meio ambiente e melhoria da qualidade de vida da comunidade, o “Drive-in e Drive-thru da Coleta Seletiva Solidária” do Poder Judiciário do Tocantins em Araguaína (norte do Estado) recolheu, até sexta-feira (24/9), mais de 1,6 tonelada de materiais recicláveis.

Foram entregues plásticos, latas, caixas de papel e papelão, papéis e óleos de cozinha, por exemplo.  Até quinta-feira (23\9), o balanço parcial apontava 1.349,60 quilos arrecadados. O resultado oficial será divulgado na terça-feira (28\9), informou a coordenação do evento.

Desenvolvido pelo Judiciário, Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), Ministério Público Estadual (MPE-TO) e Tribunal Regional Eleitoral (TRE-TO), a entrega contou com participação efetiva de servidores e magistrados. A coleta foi finalizada no final da tarde desta sexta-feira, no estacionamento do Fórum de Araguaína. Servidores que deixavam os materiais recebiam, de dentro de seus veículos, mudas de plantas. O respeito ao distanciamento social e protocolos de segurança sanitária, como uso de máscara e álcool em gel, foram destaques.

Respeito ao meio ambiente

O juiz Fabiano Ribeiro, diretor do Fórum de Araguaína, fez questão de ressaltar o empenho dos servidores, magistrados e parceiros no desenvolvimento da atividade. “É um compromisso social de preservação da natureza, no ambiente em que vivemos”, afirmou. “Usando de forma adequada os recursos da natureza, respeitamos e preservamos o meio ambiente para a nossa e futuras gerações”, ressaltou.

O magistrado afirmou ainda que em breve serão instalados containers para que os funcionários depositem resíduos gerados no trabalho e também materiais sólidos de suas casas. “Esse projeto não para por aqui. Vamos estender a outros setores da sociedade, graças ao empenho de todos e parceria com essas instituições e outras que posteriormente vão se engajar conosco”, complementou.

Na cerimônia de encerramento das atividades, ao se dirigir aos servidores, Fabiano Ribeiro anunciou que o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador João Rigo Guimarães, aprovou o projeto de implantação de energia solar no fórum. “É mais uma conquista que temos a comemorar. Energia solar é mais uma iniciativa voltada à sustentabilidade”, celebrou.

Ameama

Paulo Simão de Oliveira, tesoureiro da  Associação Movimento Ecológico Amigos do Meio Ambiente (Ameama), parceira do evento e que receberá o material, destacou o benefício da iniciativa. “É para nós de suma importância esse projeto desenvolvido pelo Judiciário do Tocantins. Trata-se de um ganho social, ambiental e econômico. Temos que ter muita atenção e preocupação com os resíduos. A coleta seletiva é fundamental em vários aspectos e beneficia não só o meio ambiente, mas a sociedade num todo.” A entidade tem hoje 90 cooperados. Recentemente, vendia de 20 a 30 toneladas de materiais, o que corresponde a R$ 16 mil mensais de ganho.

Desenvolvimento sustentável

O “Drive-in e Drive-thru da Coleta Seletiva Solidária” é fruto do Projeto Coleta Seletiva Solidária da Comarca, que conta com o apoio do Núcleo de Gestão Socioambiental do Tribunal de Justiça do Tocantins (Nuges-TJTO) e atende à Resolução CNJ nº 400/2021 e ao Plano de Logística Sustentável do Judiciário do Tocantins (PLS-PJTO).

“Com a implantação da coleta seletiva adequada na comarca de Araguaína, contribuiremos para a preservação e a defesa do meio ambiente, além do desenvolvimento econômico sustentável e o fomento da responsabilidade econômica, social e ambiental, promovendo qualidade de vida no ambiente de trabalho”, disse a servidora Gleidisman Milhomem, que coordenou o drive-in e o drive-thru.

Iniciativa louvável

Servidor do Judiciário desde 1975, ainda em Goiás, Elias Mendes Carvalho ressaltou que a iniciativa é importante para a sociedade. “É uma iniciativa louvável. O tema é muito relevante. O Judiciário passou de um órgão apenas jurisdicional para ser uma entidade social atenta às demandas da sociedade. E o ambiente é o meio em que vivemos e precisa de iniciativas como essa para termos em mente o lema ‘preservar para conservar’”, citou.

Ação prestigiada

Além de servidores e magistrados, prestigiaram a coleta, por exemplo, o defensor público Sandro Ferreira Pinto; Marlon Virgílio de Souza, representando o MPE;  Lucia Vânia Souza Silva, secretária-geral adjunta da seccional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) em Araguaína; Cinthia Barbosa Pires Azevedo, membro do Nuges; e o major Clóvis Eduardo Fernandes Carneiro, comandante do 2º Batalhão de Bombeiros Militar.

Texto: Cristiano Machado

Fotos: Rondinelli Ribeiro

Comunicação TJTO