O Tribunal Pleno do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), em sessão presidida pelo presidente da Corte, desembargador João Rigo Guimarães, decidiu, por unanimidade, na tarde desta quinta-feira (23/9), reconduzir a desembargadora Jacqueline Adorno de La Cruz Barbosa ao cargo de juíza-membro substituta, classe Desembargadores, do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), para mais um biênio, conforme o que autoriza o parágrafo 2º do artigo 121 da Constituição Federal.

Ao ser indagada pelo desembargador João Rigo sobre o interesse de ser reconduzida para compor o Pleno da Corte Eleitoral do Tocantins, e da afirmativa da magistrada, procedeu-se a votação em cédulas de papel. Foram dez votos favoráveis.

Perfil e trajetória

Jacqueline Adorno de La Cruz Barbosa é natural de Anápolis (GO). Formou-se pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Goiás, em Goiânia. Especializou-se em Direito Penal e em Direito Processual pela Academia de Polícia de Goiás. Iniciou sua carreira jurídica no Estado do Tocantins, em 1990, após ser aprovada no I Concurso para Promotor de Justiça, tendo atuado nas Comarcas de Palmeirópolis, Paranã, Colméia e Porto Nacional.

Em sua trajetória, a desembargadora presidiu o Judiciário tocantinense no período de 2011 a 2013. Jacqueline Adorno foi a primeira mulher a assumir, entre 3 e 25 de janeiro de 2013, o Governo do Estado. No TRE, a desembargadora também já atuou como juíza de eleições e suplente de corregedor.

Texto: Ramiro Bavier

Fotos: Rondinelli Ribeiro

Comunicação TJTO