O presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), desembargador João Rigo Guimarães, ao lado do secretário-fhefe da Casa Civil do Governo do Tocantins, Rolf Costa Vidal, assinou o termo para doação de equipamentos de informática ao órgão estadual. De acordo com o documento, serão doados 20 monitores, que serão acompanhados dos acessórios: teclado (20) e mouse (20).

Com a presença da chefe de gabinte da presidência do TJTO, Kênia Cristinina de Oliveira, do diretor de Tecnologia da Informação, Ernandes  Rodrigues, e o diretor de Comunicação, José Sebastião Pinheiro, o presidente do TJTO afirmou que a doação é mais uma ação de parceria e de destinação social de equipamentos feita pelo Poder Judiciário tocantinense. “São equipamentos que irão contribuir com o trabalho realizado pela Casa Civil do Estado do Tocantins. São equipamentos de ponta e que estão em bom estado de uso. É fundamental que o Tribunal busque fazer essa destinação, pois ajudamos na melhoria nos trabalhos desenvolvidos por nossos parceiros, e o Executivo tem sido parceiro do Tribunal. É uma relação saudável entre os poderes”, destacou o presidente.

Olhar social do Judiciário

O secretário-chefe da Casa Civil, Rolf Costa, demonstrou satisfação com a doação e falou em forma de agradecimento pelo bom relacionamento com o TJTO. “É importante essa parceria entre os poderes, e a Casa Civil recebe essa doação como sinal de privilégio, que mostra um olhar social do Judiciário e da sua boa gestão. São ações deste tipo que fortalecem o sistema judicial tocantinense como um todo e, assim, podemos melhorar a prestação jurisdicional desde o nascedouro dela”, pontuou.

Compartilhamento

O chefe do setor de Tecnologia da Informação do TJTO, Ernandes Rodrigues, ressaltou o compartilhamento entre poderes na busca por um crescimento mutuo. “O nosso foco é o compartilhamento. Buscamos formar parcerias entre as unidades administrativas e entre os poderes, para juntos possamos crescer. É uma forma de compartilhar aquele recurso que um tem e outro precisa, e, assim, oferecer maior fluidez no exercício das atividades”, ressaltou.

Texto: Samir Leão / Fotos: Elias Oliveira

Comunicação TJTO