O Tribunal do Júri da Comarca de Paraíso absolveu Andreyna Martins Soares, Tiago Pereira Aguiar e Leandro de Souza Vieira da acusação de tentativa de homicídio contra Sara Fonseca Lima. Na sessão plenária do Júri da última sexta-feira (10/9), o Conselho de Sentença, presidido pela juíza Renata do Nascimento e Silva, “decidiu que não houve materialidade delitiva”.

Eles foram julgados por evento ocorrido na madrugada do dia 13 de fevereiro de 2019, no Setor Oeste da cidade de Paraíso do Tocantins, quando teriam iniciado a execução de um crime de homicídio estando incursos nas sanções do artigo 121, parágrafo 2°, incisos I e IV, c.c. o artigo 14, inciso II, ambos do Código Penal, “por motivo torpe (decorrente de rivalidade entre facções criminosas) e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima (uma vez que colhida de surpresa, quando estava dormindo)”, efetuando disparo de arma de fogo contra Sara Lima, que sobreviveu após intervenção cirúrgica.

O julgamento de sexta-feira (10/9) faz parte do cronograma das Sessões Plenárias do Júri no Fórum da Comarca de Paraíso do Tocantins, que segue até o próximo mês de novembro.

 

Confira a íntegra da Sentença aqui

 

Texto: Ramiro Bavier

Comunicação TJ/TO