O Tribunal de Justiça do Tocantins esclarece que a suspensão da consulta pública disponibilizada por meio do Sistema de Processo Eletrônico (Eproc) se deu em razão do número de acessos feitos por robôs, o que provocou uma sobrecarga e, consequentemente, prejudicou o funcionamento do Eproc.

Em razão disso, o bloqueio da consulta se fez necessário para o efetivo atendimento do jurisdicionado. A equipe técnica do TJTO já está estudando uma solução para a retomada segura da ferramenta consulta pública.

O Judiciário ressalta, entretanto, que advogados, defensores públicos e demais integrantes do Sistema de Justiça possuem login e senha para acessar os processos. Já no caso das partes, em caso de urgência, devem procurar o advogado/defensor que as representa ou ainda podem entrar em contato diretamente com o cartório em que tramita o processo.

Comunicação TJTO