Como parte da programação voltada para a comunidade, o Projeto Justiça Cidadã, do Poder Judiciário do Tocantins, oferece palestras, treinamentos, rodas de conversa e atendimentos na área da saúde pelas comarcas por onde passa. Nesta quarta-feira (11/3), na cidade de Palmeirópolis, os alunos do Colégio Estadual Professora Oneides Rosa de Martins receberam uma palestra especial sobre saúde e higiene bucal, proferida pela major Flávia, da Polícia Militar. Durante a palestra foram explicados os fatores que levam aos problemas bucais como a cárie e as doenças da gengiva. Também foram mostradas as várias formas de se prevenir contra esses males, sendo as principais delas a escovação e o uso do fio dental. Os alunos acompanharam atentamente as explicações da dentista e tiraram dúvidas sobre o assunto. Para a major Flávia, a saúde integral do ser humano começa pela boca. “Por isso, é tão importante fazer a higienização correta e evitar os fatores de risco como a falta da escovação e o consumo excessivo de açúcar, por exemplo”, explicou.

Além da palestra sobre saúde bucal, os alunos também ouviram atentamente as dicas da equipe do Proerd sobre o combate ao uso de drogas. Com a presença do mascote Dari e palestra musical do major Leonardo Teixeira, os alunos cantaram, dançaram e ouviram muitos conselhos. Durante as explicações os instrutores da Polícia Militar chamaram a atenção para os riscos do primeiro contato com as drogas e para as más influências que oferecem substâncias proibidas.

Concurso de Redação

Organizado pela Escola Superior da Magistratura Tocantinense (Esmat), o concurso de redação Justiça Cidadã vem despertando junto aos alunos das escolas públicas atendidas pelo Projeto o interesse pelos temas justiça e cidadania. Isso tem mudado a realidade de muitos jovens, que participam do concurso escrevendo redações sobre a importância de ser um cidadão consciente dos seus direitos e deveres.

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Helvécio de Brito Maia Neto, e a diretora do Foro da Comarca de Palmeirópolis, juíza Ana Paula Toríbio, foram à escola para fazer a premiação dos vencedores do concurso de redação com o tema Justiça Cidadã. Os alunos Milena Kauany Garcia Baia (1º lugar), Cláudio Eduardo Duarte (2º lugar) e Gustavo da Silva Martins (3º lugar) receberam prêmios e certificados de participação. Todos os alunos foram orientados pela professora Theyslanny Rodrigues Martins, que também foi homenageada. Para a vencedora, Milena Kauany, “o concurso abriu as portas para ter o primeiro contato com esses temas tão importantes para nossa vida. A partir dessa redação pretendo desenvolver mais meus estudos nessa área”, ressaltou a aluna.

Durante a premiação, ao falar para os estudantes, o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Helvécio Maia, recomendou os estudos como o caminho mais seguro para um futuro promissor. “Estudar é o que leva qualquer pessoa ao sucesso. É por meio dos estudos que alguém consegue vencer na vida, pois dessa forma não depende de ninguém a não ser dos próprios esforços para atingir seus objetivos”, disse o desembargador.
Da mesma forma a juíza Ana Paula Toríbio se dirigiu aos estudantes. “Vocês tem a opção de escolher o que querem ser no futuro: alguém de sucesso ou alguém que não chega a lugar nenhum. E o que vai fazer a diferença nessa escolha é a vontade de estudar e vencer na vida”, destacou a magistrada.

Roda de Conversa

Após todas as palestras os estudantes participaram de uma roda de conversa com representantes do sistema de justiça. A juíza Ana Paula Toríbio; a delegada da Polícia Civil Thuanny Rúbia Ferreira Silva; o defensor público Hud Ribeiro Silva; o subtenente Luzo e o sargento Judaique França, da Polícia Militar, falaram sobre suas profissões e responderam a várias perguntas dos alunos sobre o tema rede de proteção à criança e o adolescente.

Texto: Abelson Ribeiro
Fotos: Hodirley Canguçu