Uma das palestras de maior sucesso dentro da programação do Projeto Justiça Cidadã é a apresentação do Proerd realizada nas escolas de cada comarca visitada. Nesta terça-feira (10/3), no Colégio Estadual Desembargador Virgílio de Melo Franco, em Paranã, não foi diferente. A equipe de instrutores do Programa Estadual de Prevenção às Drogas (Proerd) realizou palestras nos períodos da manhã e da tarde sobre prevenção às drogas, educação digital, crimes cibernéticos, entre outros temas. A iniciativa, desenvolvida pela Polícia Militar na rede de ensino com o objetivo de prevenir e reduzir o uso de drogas e a violência, tem gerado uma repercussão muito positiva entre os alunos das escolas públicas contempladas com o Projeto Justiça Cidadã.

Durante as palestras, sempre acompanhadas por música, os alunos puderam perguntar livremente sobre todos os temas, sem nenhum tipo de censura. Dessa forma, assuntos normalmente delicados e cercados de tabus, como o uso de drogas, foram discutidos numa linguagem acessível e esclarecedora. O major Leonardo, integrante da equipe do Proerd e responsável pelo show musical, destacou a importância da música para a aproximação com os jovens: “a música emociona, aproxima, faz com que a mensagem seja melhor absorvida por eles”. Para a coordenadora estadual do programa, tenente-coronel Alaídes Machado, “a vida é um conjunto de consequências das decisões que tomamos. Acreditamos que as informações que são passadas nas palestras do Proerd são importantíssimas para educar e ajudar esses jovens a fazer as melhores escolhas ao longo de suas vidas”.

Concurso de Redação

Após a palestra da tarde, o juiz auxiliar da Presidência do TJTO, Océlio Nobre, fez a entrega da premiação do concurso de redação com o tema Justiça Cidadã, promovido pelo Tribunal de Justiça e coordenado pela Escola Superior da Magistratura Tocantinense (Esmat). A iniciativa busca levar para a sala de aula uma reflexão sobre o papel dos estudantes dentro da sociedade enquanto cidadãos.

Os alunos vencedores foram: em 3º lugar, Lauriene Circuncisão da Silva; em 2° lugar, Patrícia Lorranyne Lino Oliveira e em 1° lugar, Suzane Lopes da Fonseca. Todas receberam premiação oferecida pela Comarca, kits do projeto e certificados expedidos pela Escola Esmat. As alunas foram orientadas pelas professoras Juliana Pereira Bastos e Rosiane Pereira Miranda, que também foram homenageadas com certificados de participação. “Além de poder me aprofundar no tema, já que pretendo fazer o curso de Direito, ter vencido esse concurso foi uma honra muito grande para mim. Estou muito feliz”, ressaltou Suzane Lopes da Fonseca.

Roda de Conversa

E para fechar com chave de ouro o dia de atividades, os alunos participaram de uma roda de conversa sobre o tema Proteção à Criança e ao Adolescente com autoridades que compõem o sistema de Justiça. Participaram dos debates, representando o Judiciário, o juiz e diretor do Fórum, Márcio Soares da Cunha; a Defensoria Pública do Estado foi representada pelo defensor público Magnus Kelly Lourenço de Medeiro; o Ministério Público Estadual, pelo promotor de justiça Gustavo Schult Junior; a OAB-TO, pelo advogado Domingos Rodrigues; a Polícia Civil, pelo delegado Rafael Santos e Silva; e a Polícia Militar, pela cononel Alaídes Machado. Eles explicaram sobre a atuação de cada órgão e esclareceram as dúvidas dos alunos levantadas durante a roda de conversa.

Texto: Abelson Ribeiro / Fotos: Hodirley Canguçu

Comunicação TJTO