O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) de Palmas, realizou, nesta quinta-feira (20/2), um encontro de conhecimento e alinhamento com o Grupo de Gestores da Equipe Multidisciplinar (GGEM), dando continuidade ao Projeto de Justiça Restaurativa para Servidores e Magistrados do Judiciário

Em uma prática de autoconhecimento,  reflexão, autorresponsabilização, entre outras  benesses de um novo olhar interpessoal, o Círculo foi conduzido pelas facilitadoras Adelaine Batista e Silvia Vidal, que se reuniram com 17 prestadores de serviços do GGEM, entre os quais psicólogos, assistentes sociais e bacharéis em Direito.

Para a assistente social Simone do Couto Seabra, o projeto “visa alcançar a humanização e autorresponsabilização, pois essa consciência e prática trarão, sem dúvida, melhores resultados na prestação jurisdicional como um todo. É uma possibilidade de abordar questões além do processo judicial”, lembrou.

“A Justiça Restaurativa criou mais expectativas em relação à possibilidade de implementação da metodologia nas comarcas para atendimento aos jurisdicionados”, avaliou a assistente social Jocelaine Lago  Dalanora.

Texto: Júlia Fernandes

Comunicação TJTO