Concluindo a programação da segunda edição do projeto Justiça Cidadã, o presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), desembargador Helvécio de Brito Maia Neto, visitou a unidade prisional da Comarca de Miracema. Acompanhado do juiz Jordan Jardim, coordenador do Grupo de Monitoramento e Fiscalização Carcerário (GMF), a proposta foi conhecer de perto as condições da unidade.

Atualmente a carceragem abriga 120 detentos, entre condenados e provisórios. O local atende os municípios de Miracema, Rio Sono, Tocantínia e Lajeado. De acordo com o diretor da unidade, Gutenberg Bento Gomes, a lotação está no limite permitido.

"Alem disso, com o apoio da Comarca de Miracema, promovemos melhorias na estrutura física e conseguimos realizar revistas retirando do local materiais ilícitos. Hoje podemos afirmar que não há celulares no poder dos detentos. A parceria com a Justiça é muito importante", afirmou o diretor.

Na oportunidade, o juiz Jordan Jardim explicou que o GMF retornará à unidade com o projeto Justiça Presente, em parceria com o CNJ. "Vamos aplicar um questionário para os servidores, buscando fazer um retrato da unidade e conhecermos as necessidades locais para que possamos repassar aos órgãos competentes e apoiá-los na busca por soluções. A dignidade desses detentos é uma preocupação do Judiciário", ressaltou.

Texto: Kézia Reis / Fotos: Rondinelli Ribeiro

Comunicação TJTO