A ouvidora Judiciária do Tribunal de Justiça do Tocantins, desembargadora Ângela Prudente, recebeu, na tarde desta quinta-feira (23/08), a visita institucional da ouvidora do Ministério Público do Estado, procuradora de Justiça Leila Vilela Magalhães. Durante o encontro, a representante do Judiciário apresentou à ouvidora do MPE-TO a iniciativa de criação de uma rede de ouvidorias no estado. A intenção é fortalecer a política de transparência e acesso à informação nos órgãos públicos, além de aprimorar o atendimento ao cidadão.

Conforme projeto, a rede de ouvidorias representa um esforço conjunto para ampliar o canal de comunicação que as ouvidorias desempenham junto à população. No estado, a meta e reunir neste propósito órgãos da área jurídica e de controle. “Queremos somar, desenvolver juntos uma agenda proativa, de modo a facilitar cada vez mais o diálogo com o cidadão”, afirmou a ouvidora Judiciária. “O objetivo maior da rede de ouvidorias é não deixar a pessoa sem resposta; temos que mostrar que estamos de portas abertas e que o cidadão vai ser bem acolhido”, complementou.


Para a ouvidora do MPE-TO, a proposta de uma agenda unificada contribuirá de forma eficiente para a promoção da transparência no serviço público. “Temos um único propósito, que é trabalhar em prol do cidadão; e esse trabalho conjunto fortalecerá as ouvidorias por meio da troca de experiências, do compartilhamento de know how”, destacou.

Texto: Paula Bittencourt / Fotos: Rondinelli Ribeiro 

Comunicação TJTO