A Comarca de Araguaína realizou, nesta sexta-feira (06/04), a 29º Oficina de Pais e Filhos do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc). O intuito da ação é propagar a cultura da paz, promovendo a harmonização entre as famílias que passam por conflitos após o fim do casamento ou da dissolução da união estável.

A oficina teve duração de quatro horas, sendo conduzida por profissionais do Cejusc e voluntários. Os inscritos participaram de dinâmicas e receberam cartilhas elaboradas pelo Conselho Nacional de Justiça com orientação para pais, crianças e adolescentes. Ao todo, 69 pessoas fizeram parte deste 29º encontro realizado pela comarca.

Cumprindo a Recomendação nº. 5 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a Oficina de Parentalidade foi implantada na Comarca de Araguaína no mês de maio de 2016, com a finalidade de auxiliar pais e filhos a enfrentarem as consequências de um divórcio para a família. A ferramenta, aplicada em todos os processos que tramitam nas duas Varas de Família e Pré-Processuais do Cejusc em Araguaína, é voltada a pais, mães e filhos com idade entre seis e 17 anos que estejam passando por conflitos decorrentes da mudança estrutural familiar, minimizando assim os efeitos prejudiciais do divórcio no desenvolvimento emocional das crianças e adolescentes; e ainda auxiliam os pais numa relação parental saudável.

Sthefany Simão - Ascom / TJTO

Fotos: Divulgação