“Neste ano, passamos por momentos difíceis e qualquer conquista do Tribunal de Justiça, cada um de vocês é responsável por ela”, desta maneira a Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins, Desembargadora Jacqueline Adorno, saudou magistrados e servidores, durante a tarde desta terça-feira quando da confraternização de final de ano, repleta de momentos alegres e emocionantes.

A Presidente agradeceu ainda o comprometimento de todos com o judiciário e elogiou a participação expressiva na gincana solidária. “Abrimos mãos de uma festa grandiosa para doar ao próximo. As pessoas que vão receber se sentirão um pouco mais amadas, obrigada a todos”, comemorou e agradeceu.

A platéia, que lotou o auditório do Dr. Feliciano Machado Braga, pôde conferir o belo trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Coral Canto a Canto do TJTO, que contou, em sua apresentação, com a participação, surpreendente, dos meninos e meninas do Centro Educacional Nicola Quaglialiello (CEI). Antes, porém, o público participou de uma benção ecumênica com autoridades eclesiásticas de Palmas.

O ponto alto da tarde foi a divulgação do resultado da II Gincana Solidária do Judiciário. Divididos em quatro equipes formadas pelos servidores do TJTO, Fórum de Palmas, Corregedoria Geral da Justiça (CGJ), Escola Superior da Magistratura e alunos do CEI. Sagrou-se vencedora a equipe “PRETA” formada pelos integrantes da CGJ, Esmat e CEI.

Muitos donativos foram angariados e agora serão entregues a algumas instituições de tutela à infância. Neste ano, o Poder Judiciário juntou-se à Justiça Federal, Ministério Público Federal e Tribunal Regional Eleitoral para doar à Casa de abrigo de Palmas – que atende crianças vítimas de abandono, maus tratos e violência sexual, sob tutela da Justiça - toalhas de banho, jogos de cama, colchões para cama de solteiro simples, protetores de colchão, travesseiros. Estes produtos figuravam na primeira prova da Gincana.

 

Brinquedos diversos foram doados pelos magistrados, servidores e empresários locais que se solidarizaram com as crianças em estado de vulnerabilidade. Os meninos e meninas da Casa de Acolhida vão passar o Natal com muitos presentes.

 

Ainda foi arrecadada uma grande quantidade de leite e fraldas infantis e geriátricas. No entanto, a solidariedade dos servidores da Justiça foi demonstrada, com destaque, no cadastro de doadores de medula óssea. Foram mais de 100 cadastrados que a partir de agora poderão salvar vidas em qualquer lugar do mundo.