Com o levantamento dos bens que está sendo realizado por comissão de inventário, instituída pela Presidência do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins e a utilização do Sistema ASI de Almoxarifado e Patrimônio será possível obter maior controle sobre o patrimônio do Poder Judiciário tocantinense.

 

Entre os dias 22 a 25 de novembro, um treinamento para uso do Sistema ASI de Almoxarifado e Patrimônio foi promovido para os servidores aprenderem a utilizar as novas ferramentas do sistema que serão disponibilizadas a todos os setores e Comarcas do Poder Judiciário. Dentre elas, a Requisição de Material Permanente que poderá ser feita diretamente no sistema ASI, como já ocorre com a Requisição de Material de Expediente e Consumo.

 

Em 30 de novembro último, os Diretores Geral e Administrativo realizaram reunião com todos os responsáveis dos departamentos do TJTO, no auditório do Tribunal Pleno. O objetivo do encontro foi para solicitar apoio aos servidores com relação ao controle patrimonial, para que tenham o cuidado de exigir que se faça o termo de transferência, quando houver necessidade de movimentar algum bem de um setor para o outro.

 

Na oportunidade, o chefe de Divisão de Patrimônio também fez uma breve explanação sobre as responsabilidades que estão contidas na Portaria 145/11 que dita a regras de administração de bens móveis e imóveis no âmbito do Poder Judiciário tocantinense e da necessidade de tratar o controle com mais seriedade.

 

Inventário

Até agora, a comissão, composta por servidores da Diretoria de Tecnologia da Informação e Diretoria Administrativa, visitou 12 Comarca do Tocantins para relacionar os bens e assim  prover o ASI com os dados do inventário patrimonial do Poder Judiciário. Os bens do Tribunal de Justiça e seus anexos e depósitos também já foram relacionados.