Foi com um monólogo, interpretando o personagem de um conto que o Juiz do Juizado Especial Criminal Gilson Coelho Valadares iniciou a palestra para os alunos da Escola Maria Júlia no Jardim Aureny III em Palmas. Os estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) se reuniram na quadra de esportes e não perderam um só detalhe. Na “estória” o Juiz retratou a luta de uma família que perdeu a propriedade que possuía. A palestra sobre o Judiciário tocantinense marcou o lançamento do Programa Judiciário na Escola, uma recomendação do CNJ em cumprimento a chamada meta 4. O projeto foi desenvolvido pela Diretoria do Centro de Comunicação Social do TJTO. A proposta é levar até a comunidade escolar de cidades diferentes do Estado um juiz ou desembargador. Na palestra de abertura o Juiz deu exemplos de situações em que a população pode procurar a justiça para ter acesso aos seus direitos ou resolver pequenos conflitos. Os Juizados Especiais são uma alternativa muito viável. “Estamos na era da conciliação. Se podemos resolver porque brigar?”, enfatizou o Juiz. A palestra que reuniu elementos populares como a imitação do conhecido “Geraldinho”, arrancou risos e também emocionou os estudantes. Dona Marizete Andrade Almeida, 40 anos, estudante da 4ª série, disse que se lembrou de uma família que conhecia e também passou por dificuldades por não ter esclarecimentos. “Não consegui conter minhas lágrimas”, disse. Os estudantes aproveitaram para fazer perguntas e tirar dúvidas a respeito de questões práticas. Seo Pedro Souza Moraes, 54 anos, estudante da 3ª série participou ativamente. “A palestra foi ótima, poderia até ser maior, pois queria perguntar mais”, completou.

 

Para a Coordenadora Pedagógica Maria Mendes Marcela a palestra foi dinâmica e educativa. “Nossos alunos precisam desse tipo de esclarecimento. É uma aula prática que certamente irá ajudá-los bastante”, ratificou.

 

O que é projeto

 

O Projeto “O Judiciário na Escola” consiste na realização de visitas da equipe de Comunicação do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins às escolas que trabalham com alunos do ensino fundamental e médio localizadas na capital tocantinense, bem como no interior do estado, objetivando aproximar o Judiciário da comunidade escolar, bem como contribuir para um processo de aprendizado mais amplo, sobre o papel da justiça e sua importância para a convivência harmoniosa em sociedade.

 

O objetivo é realizar visitas as escolas com o propósito de esclarecer aos alunos sobre o funcionamento e a estrutura da justiça estadual, proporcionando, assim, uma maior conscientização a cerca do trabalho, da importância e da função social do Poder Judiciário, além de viabilizar uma maior proximidade da comunidade estudantil com o Judiciário local.