Foi protocolado na sala da OAB nas dependências do Tribunal de Justiça pelo Advogado Rubens Dario Lima Câmara o primeiro Recurso de Agravo de Instrumento Virtual no sistema de processo eletrônico e-Proc TJTO.

O grande avanço do judiciário tocantinense neste procedimento, decorre do fato de que neste caso, a decisão a qual se pretende reforma foi proferida em um processo físico que tramita em comarca do interior, e agora, diante da virtualização dos processos, os recursos interpostos naquele processo, tramitarão na Segunda Instancia totalmente por meio eletrônico nas câmaras cíveis e gabinetes de desembargadores.

Diferente do procedimento convencional, imediatamente após a inserção do recurso e da documentação inerente no sistema “e-Proc / TJTO”, no recibo de protocolo, será informado o nome do relator sorteado. Alem disso embora neste caso o advogado da parte recorrente tenha se dirigido ao TJTO, toda a sistemática do processo eletrônico dispensa deslocamento a qualquer órgão do judiciário, sendo inteiramente disponível na rede mundial.

Por todos os benefícios já comprovados se torna cada vez mais importante a utilização do sistema E-proc pelos operadores do direito.