Em reunião realizada na Escola Superior da Magistratura do Tocantins (ESMAT), na manhã desta terça-feira, 22, foi aprovado, por unanimidade, o Regimento Interno da Escola. Após abrir a Sessão, o Presidente do Conselho, Desembargador Luiz Gadotti, passou a coordenação da pauta ao Diretor Geral da ESMAT, Desembargador Marco Villas Boas, que colocou em discussão e votação a minuta de Regimento Interno que já havia sido discutida e revisada com os diversos setores da Instituição.

Após análise dos presentes, o Conselheiro José Machado dos Santos, Diretor Geral do Tribunal de Justiça, reforçou a preocupação da Presidente do órgão com relação aos cursos voltados ao aperfeiçoamento de servidores, haja vista o processo jurisdicional.

Também fora discutida, na oportunidade, convênio com a Fundação Universidade do Tocantins (UNITINS), no sentido de fortalecer as duas instituições estaduais e intercambiar conhecimentos e experiências. Será Instituída uma nova comissão para estudos e proposição de Mestrado Profissionalizante em Direito e a possibilidade de compartilhamento de satélite com o Governo do Estado do Tocantins.


Uma proposta de convênio com o Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), do Senado Federal, com que a ESMAT pretende realizar intercâmbio para oferecimento recíproco de cursos em áreas de interesse das instituições, também configurou dentre os temas abordados na reunião.

Ao final do encontro, os Conselheiros conheceram o novo organograma da Escola,  e sua estrutura tecnológica da ESMAT, por meio de um vídeo.

Participaram da reunião o Presidente do Conselho, Desembargador Luiz Gadotti; o Diretor Geral da Escola, Desembargador Marco Villas Boas; o Primeiro Diretor Adjunto, Desembargador Bernardino Luz; o Segundo Diretor Adjunto, Juiz José Ribamar; o Terceiro Diretor Adjunto Helvécio Maia; o Presidente da Associação dos Magistrados do Tocantins - ASMETO, Juiz Allan Martins; o Diretor Geral do Tribunal de Justiça, José Machado dos Santos, e a Diretoria Executiva da ESMAT.