Projeto Pilates Laboral atrai servidores e reduz número de afastamento no Judiciário tocantinense

Cada vez mais o Poder Judiciário vem se conscientizando sobre a importância de investir no bem-estar dos seus funcionários, diminuindo o número de afastamentos por doenças físicas e psicológicas e incentivando uma maior produtividade. 

“Reunimos algumas informações na junta médica e percebemos uma grande quantidade de afastamento por dores na região da coluna, tanto cervical quanto lombar. A intenção do projeto de Pilates Laboral é melhorar a qualidade de vida do servidor, que fica várias horas do dia sentado, e sente dores físicas, principalmente na coluna”, explicou uma das fisioterapeutas responsáveis, Sandra Carvalho.

O Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) conta atualmente com seis turmas de pilates para os servidores, uma para assessoria e outra para a diretoria, com cinco alunos cada. E, nesse semestre, o projeto também foi implantado no Fórum de Palmas, que agora conta com quatro turmas, com exercícios laborais duas vezes por semana.

De acordo com Sandra, o pilates traz muitos benefícios aos seus praticantes, entre os quais alguns que podem melhorar seu desempenho no trabalho, como a correção da postura, sensação de relaxamento e bem-estar, aumento da concentração e melhora da qualidade do sono, o que beneficia sua disposição e bom humor

“O feedback e o sorriso dos servidores com as melhorias que a aula vem proporcionando nos animam e incentivam a continuar com projetos como esse, porque tudo que a gente faz é pensando na necessidade e tentando alcançar a mente e o corpo dos servidores para que eles lidem melhor com a demanda do Judiciário”, lembrou Hozana Lemos, a outra fisioterapeuta responsável pelo projeto.

Texto: Júlia Fernandes

Comunicação TJTO