Novas instalações do Cejusc de Palmas são entregues

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Ronaldo Eurípedes, em companhia do Corregedor Geral da Justiça e presidente eleito do TJTO, desembargador Eurípedes Lamounier, entregou na tarde desta segunda-feira (30/1), as novas instalações do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania de Palmas.

A solenidade foi dirigida pela juíza Umbelina Lopes Pereira, coordenadora do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do Poder Judiciário do Tocantins e contou as presenças da juíza Flávia Afini Bovo, diretora do Fórum de Palmas, do juiz Nelson Coelho Filho, coordenador do Cejusc de Palmas, magistrados, representantes da OAB, Ministério Público, Defensoria e servidores do judiciário.

O Cejusc de Palmas passa a contar agora com cinco salas para audiências, uma sala de atendimento pré-processual, uma sala para a Justiça Móvel e uma sala para o cartório.

Ao fazer uso da palavra, o presidente Ronaldo Eurípedes disse que os Cejuscs têm uma grande importância nesse momento porque passa o Judiciário brasileiro. “O papel do Judiciário, antes de julgar, é levar a paz social”, esclareceu. Acrescentando que os julgamentos trazem um trauma e a conciliação não. “Se pensarmos nisso, vamos diminuir muito a quantidade de processos que abarrotam os gabinetes de nossos magistrados e contribuir para a pacificação social”, finalizou.

O Corregedor Geral da Justiça disse que o Judiciário tocantinense tem evoluído de forma constante na prestação jurisdicional, “principalmente agora, com a edição do Novo Código de Processo Civil, que dá uma atenção especial à conciliação e à mediação. Vamos fazer o possível para que essa política de conciliação não sofra solução de continuidade, seja no primeiro ou no segundo grau”.

Para a coordenadora do Nupemec, juíza Umbelina Lopes Pereira, “a entrega dessas modernas e funcionais instalações demonstra a preocupação que o Tribunal de Justiça tem com a política adequada de conflitos e, especialmente com a conciliação e a mediação”.

O coordenador do Cejusc de Palmas, juiz Nelson Coelho Filho, disse, a respeito das novas instalações da unidade, que o judiciário tocantinense está se adaptando muito bem aos novos tempos “e, com certeza, ao se estruturar cada vez melhor, conseguirá prestar o atendimento que a comunidade merece, com agilidade”.