A presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins, Desembargadora Ângela Prudente, participou nesta segunda-feira (25/2), em Brasília (DF), de uma reunião com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Ministro Joaquim Barbosa.

O encontro ocorreu no salão da presidência do STF e contou também com a presença de todos os presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil. O evento foi agendado pelo Desembargador Marcus Faver, presidente da comissão executiva do Colégio Permanente de Presidentes de Tribunais de Justiça do Brasil e teve como principal objetivo aumentar o diálogo e o entrosamento entre a Justiça Estadual e o Supremo Tribunal Federal, bem como com o Conselho Nacional de Justiça.

O Ministro Joaquim Barbosa e os 25 magistrados discutiram demandas comuns. Algumas ligadas à área de tecnologia da informação, como a defasagem tecnológica e a necessidade de melhorar a capacitação de servidores para aperfeiçoar a informatização dos processos. Também se discutiu o cálculo da apuração da receita líquida, disciplinada na Lei de Responsabilidade Fiscal, que interfere nos orçamentos dos tribunais.

Segundo o Desembargador Marcus Antônio Faver, a Justiça dos estados responde por cerca de 70% das demandas judiciais do país, e as eventuais discussões e divergências precisam ser resolvidas totalmente “para que a prestação jurisdicional no nosso país atinja o patamar daquilo que nós pensamos ser o ideal: uma justiça rápida, técnica, eficiente e, tanto quanto possível, imediata”.

Faver também elogiou, em nome do Colégio, a atuação do ministro Joaquim Barbosa no Supremo e afirmou que sua conduta fortalece o orgulho de ser juiz. “Meu lema é muito simples: fazer o que tem de ser feito”, respondeu o ministro, reforçando que seu trabalho tem como foco principal o interesse coletivo.